artigo originalmente publicado na revista Espacio/Espaço Escrito

está agora disponível no


assim como a recensão




Boas leituras!

1 comentário:

Joaquim disse...

Meu Caro José do Carmo:
Eu podia ser personagem desta bela crónica se tivesses preferido o exemplar deste mesmo livro que eu te ofereci.
Esse mesmo, de António Ferro que comprei no último Adelo de Lisboa, do Senhor Neves que com o teu empenho ressuscitou o ano findo na blogosfera.
Bom Ano e um fraternal abraço
Joaquim