Prosélitos do neonaturalismo


Agradeço desde já a vossa leitura.
(Na imagem: um quadro de Nicolau Saião.)

10 comentários:

Anónimo disse...

Ora, e pergunto eu, essa onda do ypsilon não será assim um bocadinho para o paneleirote?
Há coisas que não mudam.

Ass: uma pessoa com cérebro que te mandou dar uma curva´, ó pseudo-professor de literatura da treta.
Já agora, o José Luís Peixoto é um escritor à séria e não tem um quarto da tua basófia.O que têm em comum é serem do mesmo distrito.
Há coisas que não deixam saudades. Tu és uma delas.És a verdadeira ode à mediocridade.

João Reboredo disse...

Este anónimo parece ser um fascistóide e um ressabiado.
Neste caso, como as alusões são de facto repelentes, entendo que Ruy Ventura fará bem em apresentar queixa em Tribunal e processar este comentarista por difamação.
Ofereço-me já para testemunha de acusação.
Já é tempo de certa gente responder pelo que vomita.
O 25 de Abril é daqui a 3 dias!

Raimundo disse...

Ventura, não ligues importancia a este anónimo. Os sujeitos do estilo dele têm fantasmas, por isso é que o gaijo aponta para paneleirices.
A mim ninguém me tira da cabeça que o que ele quer é que tu lhe metas a haste do ypsilon no traseiro.
E aquela de ele dizer que o Peixoto, que aliás creio que é teu conhecido, só tem um quarto ou menos da tua "basófia", é linda, o pobre anónimo nem percebe que está a desqualificar o dito Peixoto, porque mesmo um quarto sempre seria tê-la!
Mas o cérebro desta "pessoa com cérebro" não deve dar para mais, deve ser uma castanha pilada.
E olha, já agora não lhe metas o ypsilon em nenhum lado,ele nem isso merece.
Merece é um trejeito de comiseração que se endereça aos primos dos suínos (que ele nem isso deve ser).

Ben Fhod disse...

Pois a mim ninguém me tira da cabeça que o anónimo é uma gaja a quem tu não emprestaste o... ypsilon e por isso te ficou com raiva. Deve ser cá um aborto!

Anónimo disse...

Este rui com ypsilone é um vaidosão, tudo bem, mas é só um parvo não é perigoso. O do bigode é pior, esse é mesmo malandro, vejam o que fez ao colega do museu enquanto não se reformou, por causa dele mudaram o homem de serviço e apostava ou antes tenho quase a certeza de que foi ele que quando o outro apareceu ferido foi ele que o espancou. E era bom que se visse como é aquilo dos sinais exteriores de riqueza, é aposentado e apresenta-se com um bruto BMW e tem quinta no Frangoneiro, diz-se e se calhar é verdade que não declara venda de quadros pelo menos gaba-se de os vender em Espanha. E se as Finanças vissem o que se passa?

Curto mas grosso disse...

O do bigode não responde a membros da cáfila,mas entregou-me uma curta mas grossa declaração, costumam ser as melhores, que diz:" É inteiramente verdade que não declaro nada às Finanças, mas nisso sigo o exemplo dum conhecido membro do jet set que vive com pouco mais de 40 contos e não falo em euros que me dá comichão. Comprei o bruto BMW com vendas de quadros em Espanha, mas os do fisco bem podem soprar nos dedos que não apanham nada. Já agora, também tenho uma quinta ali p'ra baixo e uma casona na praia ao pé de Almeria, onde vou de vez em quando comer umas tapas e provar umas espanholas enquanto tu, ó minha besta, andas aqui nesta terra de merda a chuchar no dedo.
No que respeita ao colega do museu, apesar de não ter nenhum, não só lhe parti as fuças mas ainda lhe fui ao pacote quando o apanhei desmaiado e se fôsse contigo não apanhavas nada porque o meu instrumento não é para qualquer um.
Já agora, aproveitando a oportunidade, já se estava à espera que depois do Ruy, com ypsilon, ter publicado o que publicou lá atrás, os insultos iriam chover pois em Portalegre é assim. Mas como um curto e grosso, que parece são os melhores, não as corta, já foi remetido ao deputado Miranda Calha um documento solicitando que o remeta para as instancias adequadas no sentido de ser aberto um inquérito sobre os que não são e dizem que são.
E podem insultar à vontade que não intimidam tantos os curtos como os compridos, por mim até o sinto mais grosso".

RUY VENTURA disse...

Gato escondido com rabo de fora. Não é muito difícil saber quem é a ave rara que, não tendo inteligência para constestar quanto escrevo (prefere lamber as botas a medíocres que o promovem), parte para o insulto.
Esquece no entanto este cabo raso com ilusões de que é brigadeiro que para insultar os outros é preciso também inteligência, coisa que não abundará nele. Além disso, só me ofende que eu quero, não quem quer.
Quanto ao Y no nome, não tendo quaisquer problemas quanto à minha identidade sexual de apreciador de fêmeas, sinto-me muito bem junto de outros "paneleiros" (na verborreia anónima) que também o usaram, como por exemplo o grande Ruy Belo, poeta a que prestei homenagem quando passei a assinar assim.
Acho entretanto que alguém que não consegue limpar-se dos joguinhos que vai fazendo aqui e ali para ganhar alguns tostões e se mostrar como um "talentarrão" (coisa deveras ridícula) traga à colação uma pessoa digna como o José Luís Peixoto, sujando-lhe a imagem ao dizer que tem um quarto da minha basófia.
Apesar de tudo, nem ele nem eu nos preocupamos. Há aqueles que podem ter orgulho no que fazem, pois o que têm feito pode ser motivo de orgulho. Outros há, como o anónimo acéfalo (apesar de afirmar ter cérebro) que apesar da empáfia com que apresentam os seus currículos sabem no fundo que são uma boa merda.
Poderia, é certo, como diz João Reboredo, tratar tudo isto no tribunal. Talvez o faça. Mas sabendo eu quem é o autor dos dislates pode ser que, num destes dias, o trate à boa maneira querosiana, seguindo o exemplo daquela personagem que untou as molas ao querido Dâmaso de Salcede.

João reboredo disse...

Referindo o comentário de Ruy Ventura, o cabo raso como ele diz e que ele já teria detectado merece ir sentar o rabinho num banco de pau. Sei de fonte segura que a Justiça parece estar numa de se limpar de coisas negativas e tem estado a ser dura para difamadores via internet, tanto mais que o ambiente mostrava-se irrespirável e os grandes operadores têm pressionado os poderes públicos para serem duros a valer.
No caso vertente, este anónimo não apanharia menos de quatro meses de choça e teria de pagar uma indemnização que rondará os dois mil euros.
Senão veja-se o que se passou com o nauta de Cantanhede.

leitor disse...

Caro Ruy Ventura,

http://oregabofe.blogspot.com/2007/04/tenso-entre-criao-e-arrumao.html

Sobre a contenda que importa mais.

mafra disse...

Acho muito bem que para clarificar as coisas se peça a abertura de um inquérito sobre o caso de gente que, com que intuitos? ou mais valias?, se diz doutor sem ter curso nenhum.
E não liguem aos que porque querem que este ambiente continue disfuncional, dizem, fingindo de mansinhos deixem lá, isso é em todo o lado o mesmo e tal, não façam ondas.
Limpar o que está sujo também é democracia, é mesmo importante e se calhar só não é para os adeptos do "lixo social".