Pedro Du Bois

ALÉM

Além do pensamento
riscar ao autor
o fósforo
incendiado
no desafio
de se fazer
luz

incinerar a idéia
do autor na velocidade
antecedente.

A consumação estrófica
deixa o desejo ardente
da febre mortal da exceção.

Na luz inconsumida
piora o desentendimento:

rouba ao autor
a solidez da pedra
deslocada: a entrada
ilumina o inexistente.

Outros poemas do autor:
http://www.globoonliners.com.br/icox.php?mdl=pagina&op=listar&usuario=5812

3 comentários:

Pedro Du Bois disse...

Caro Ruy,
mais uma vez, grato pela divulgação.
abraços,
Pedro

RUY VENTURA disse...

Não tem nada que "obrigadar"... Abraço!

Dionisios disse...

eu gosto muito do trabalho que o Ruy faz de divulgar e incentivar.
para-bens;