Esta evocação de Maria Gabriela Llansol e da sua literatura, assinada por Maria Etelvina Santos, é verdadeiramente digna. Merece, quanto a mim, a mastigação de todos nós, os seus leitores.

Sem comentários: