Fui ontem ao largo de São Domingos prestar a minha homenagem aos mortos de 1506. Todos deveríamos fazê-lo. Para que o fanatismo não vença a partida, aqui ou em qualquer parte.

1 comentário:

Teresa Lopes disse...

Estou contigo, Ruy.

Abraço