JOSÉ DO CARMO FRANCISCO

A segunda solidão de Miguel Garcia

A segunda solidão de Miguel Garcia não resulta de nenhuma expulsão. É diferente da primeira solidão. No Entroncamento, em Outubro de 1999, Miguel Garcia foi expulso de um jogo de Juvenis com o CADE. Chovia muito nessa manhã e, no escuro corredor de acesso às cabinas, as lágrimas de Miguel Garcia eram uma pequena chuva salgada a resgatar a solidão e a mágoa de ter sido expulso. Hoje, Maio de 2006, na sua segunda solidão, trata-se de um processo mas de exclusão. Ele contribuiu para o apuramento da equipa de Sub-21 para o Europeu mas foi excluído da fase final. O mais curioso é que foi Miguel Garcia que secou por completo Ricardo Quaresma no jogo mais espectacular do ano no Estádio do Dragão. A equipa de Miguel Garcia acabou por perder porque o árbitro expulsou mal o defesa esquerdo dessa equipa e, no minuto seguinte, no lugar onde esse jogador não estava, um jogador sul-africano marcou o golo do empate. Curiosamente na primeira solidão de Miguel Garcia em Outubro de 1999 foi Ricardo Quaresma que, com uma exibição de sonho, num campo de lama, a resgatou e colocou de novo um sinal de alegria ao seu olhar. Transformou um empate a dois golos num esplendoroso cinco a dois. Nesta sua segunda solidão nada nem ninguém lhe fará o resgate de uma exclusão injusta. O mesmo seleccionador que já antes tinha culpado Lourenço por uma derrota em Almeirim não tem ninguém para culpar. É sua, inteira, completa e exclusiva, a culpa da segunda solidão de Miguel Garcia. Os dois resultados negativos são já o prenúncio de um deserto de ideias que começou na convocatória e está a concretizar-se nos resultados mais que maus e nas exibições mais que pobres.

4 comentários:

José Lemos disse...

Um grande abaço para o amigo José do Carmo Francisco. Parabéns pela sua bela prosa e os meus agradecimentos por relembrar um maravilhoso jogo de jovens que ficará registado para sempre nas nossas memórias e nas de todos que tiveram o prazer em assistir a tão belo espectáculo desportivo.
Um grande abraço ao Miguel Garcia que é um jogador cuja evolução não parará. Jogadores com a sua personalidade deixam sempre uma enorme saudade. Saudade mas também muita alegria é o que sinto quando recordo aquela época de ouro.
Estar no desporto com o prazer de viver e de fazer as coisas bem e tentar sempre melhorar é a melhor forma de convívio e de formação a que podemos ter acesso.

Os meus parabéns a todos com quem tive o prazer de trabalhar e que as suas carreiras sejam o mais auspiciosas possível.

José Lemos

Milhas disse...

O Zé do Carmo Francisco tem razão, as convocatórias, tanto para a selecção das nossas "esperanças" como para a dos nossos "ases", deixaram muito a desejar. Estou com algum receio de que o Mundial na Alemanha seja mais uma desilusão, apesar de estarmos num grupo fraco, perfeitamente acessível. Apesar do fracasso dos nossos jovens continuo a pensar que o Quaresma, o Moutinho e o Meireles tinham lugar nos 23...

Vitor_Vicente disse...

Estou com o JCF quanto às escolhas do Scolari; foram más, ditadas por capricho e pela vontade de - mostrar - poder.
Mas questiono a qualidade deste Miguel Garcia e não duvido de que o Caneira foi bem expulso no jogo que também achei «o mais espectacular do ano».
O Quaresma, não só tinha lugar entre os 23 dos A, mas também entre os 11 titulares. O Moutinho é, neste momento, um jogador mais credível que o Maniche e há-de ser sempre melhor que o rotweiler Petit. Quanto ao Meireles está em crescendo de forma. Tal como o Porto, terá a prova de fogo na Champions League da próxima temporada. Até lá temos tempo de ver os quinas quinar!

vitor lúcio disse...

lembrei agora aquela crónica do José do Carmo Francisco, num dos seus livros, onde o corredor dos balneários era enorme perante o silêncio do jovem jogador que acabava de ser dispensado do seu clube de sempre... espero que o Miguel Garcia continue a ser um bom jogador de futebol no seu Sporting, mas esteja preparado para um dia destes sentir o silêncio da 3ª solidão, porque "o espectáculo tem de continuar com novas estrelas"...