Carreiras (Portalegre), Agosto/06

2 comentários:

jcfrancisco disse...

esta casa lá continua à espera de ser de novo habitada pelo calor humano de outros habitantes, os novos. Conheço-a e sei que os donos actuais também pensam como o poeta que «se as gerações não se sucedessem umas às outras a nossa vida seria pouco mais que o esplendor do desespero». Fica num lugar de privilégio debruçada sobre uma estrada simpática aonde só se vai de propósito. É um lugar suspenso entre céu e terra, um belo lugar.

Ruy Ventura disse...

Assim é, querido amigo!