Vozes do Brasil

RENATO SUTTANA

O PORQUINHO-DA-ÍNDIA

O porquinho-da-índia
no poço da jibóia
é um abandonado da sorte.

Sem pai
nem mãe
nem um lugar onde se meter,

não tem para onde correr. –
Enfarrusca-se
num canto.

(Procura abrigo
na toca do inimigo.)
Solta um agudo

gemido
quando a jibóia
(que graça!)

o abraça:
um gemido
que é um ganido

ou parecido.
O porquinho-da-índia
no poço da jibóia

é um abandonado da sorte.

(do livro "Bichos")

1 comentário:

castanha disse...

Delicioso :)